Entrevista: Atlantis (Heavy Metal) – Jaraguá do Sul/SC

Da nova safra do Heavy Metal nacional, acredito que o Atlantis está entre as que mais vem ganhando destaque. A banda ganhou visibilidade com o recente lançamento “Hotten Than A Burning Church” em fita cassete pelo selo chileno Xalpen Records. Hoje conversaremos um pouco com o grupo para saber mais sobre esses e seus futuros projetos. Confira:
02fTMW: Inicialmente, conte-nos um pouco sobre o início da banda até a formação atual.
Tino: Bom, a primeira formação era composta por mim(Tino) na guitarra e vocal, Fellipe França no baixo e Everton Scharam na bateria, começamos em meados de 2013 tocando alguns covers de Angel Witch e Happia, e logo começaram a surgir as primeiras composições. O nome da banda surgiu da canção “Atlantis” do Angel Witch que é uma de nossas favoritas. Em 2014 Everton saiu e deu lugar a Rubens Lamin na bateria e com essa formação gravamos o nosso primeiro EP, Summoning the Witch, lançado em Março de 2015. Neste mesmo ano a banda passou pro mais uma mudança na formação, com a saída de Fellipe França, Jonathan Odorizzi assumiu as 4 cordas e um tempo depois após a saída de Rubens, Patrick Molverstet assumiu as baquetas por um tempo até a entrada de Bruno Eggert. A atual formação é a mais duradora e entrosada até o momento na história da banda e esperamos que seja assim até o fim (risos).

TMW: Como você crê que está sendo a recepção do público para o “Hotten Than A Burning Church”?
Bruno: A recepção do público está bem boa, as pessoas percebem a evolução entre as duas gravações da banda e como a banda está entrosada hoje em dia. E na minha opinião isto só tende a melhorar.
COVER-1.png

TMW: Vocês pretendem lançar esse trabalho em CD?
Tino: Pretendemos sim, estamos com uma parceria com a Sangue Frio Produções e a Cianeto Discos e vamos lançar algumas unidades em CD pra galera que não conseguiu adquirir a Fita.

TMW: Quais são as principais influências do grupo?
Bruno: Como todo amante de metal também estamos evoluindo e escutando coisas diferentes o tempo todo… mas a proposta da Atlantis é a de fazer um Heavy Metal calcado nas bandas inglesas do início dos anos 80, e também as bandas que foram fortemente influenciadas por esse movimento que foi a NWOBHM. Pessoalmente algumas influências minhas seriam Witchfinder General e Angel Witch entre as bandas antigas. The Oath & Cauldron entre as novas. Isso sem contar as bandas brasileiras.

TMW: O que vocês indicariam para a galera que está começando a ouvir o rock n’ roll e seus derivados?
Bruno: Creio que cada um vai criando uma paixão e vai seguindo seus próprios gostos, mas para quem quiser procurar mais coisas entre o Heavy Metal em geral, eu indicaria a própria The Oath, banda já extinta da Alemanha, Dust, uma banda de hard rock dos anos 70 que também é muito boa, e Manilla Road, todas são bandas menos conhecidas, mas de excelente qualidade.

Tino: Já que o Bruno deu umas dicas gringas eu indico algumas brasileiras (risos), gostaria de indicar o som dos nossos camaradas do Battalion, Axecuter, Harpago, Vingança Suprema e Antroforce. Tivemos a oportunidades de fazer uma miniturnê com o pessoal no início do ano e recomendo muito o som dessa galera insana aí!!

TMW: Como foi o processo da gravação do primeiro EP do grupo? E a recepção do público em relação a isso tem sido como o esperado?
Tino: O primeiro EP foi um grande aprendizado para a banda. Não é a coisa mais bela do mundo (risos) mas contém o espírito da banda. A recepção dele foi melhor do que o esperado até, e nos abriu muitas portas!!
c9484fdce7a6c3445a93b3adb65e2b9a

TMW: Mudando um pouco de assunto: vocês apoiam a legalização do download?
Bruno: Acho que nesses dias atuais não é mais possível evitar a propagação da mídia pela internet, e de certa forma isso é benéfico para as bandas independentes pois o material se espalha mais rapidamente. Mas ainda acredito na gravação, prensagem e distribuição de material fisicamente, pois sempre haverão as pessoas que preferem ouvir o CD no físico, comprar outros materiais e etc.

TMW: Quais são os planos da banda para o futuro?
Tino: Atualmente estamos trabalhando nas novas composições e nos preparando para entrar em estúdio para a gravação de nosso primeiro “Full”.

TMW: Obrigado pela entrevista, o espaço é seu para mandar um recado aos fãs.

Tino: Agradecemos a oportunidade aí da entrevista e por poder estarmos falando um pouco sobre a banda, também gostaríamos de pedir ao pessoal que compareçam aos shows underground, comprem material e apoiem as bandas, o underground nacional é sensacional e não deixa devendo pra nenhuma banda gringa!

Ouça:

Contato para shows e assessoria: www.sanguefrioproducoes.com/contato
Sites relacionados:

https://www.facebook.com/AtlantisHeavyMetal

http://www.sanguefrioproducoes.com/bandas/Atlantis/18

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s