Resenha: Apple Sin – Apple Sin (2017)

apple-sin-capaMinha releação de amor com o Heavy Metal tradicional é dividida em pontos altos e baixos. Costumo receber muitos discos para resenha, dentre eles estão trabalhos de heavy metal tradicional, e admito que quando sei que esse é o gênero do álbum sinto uma certa preguiça de ouvi-los, pois cresci e evolui em raízes diferentes. Essa preguiça que tenho para heavy metal se deve ao fato de que, a maioria das bandas que recebo material são caricatas, isto é, não se importam em fazer a sua música, o seu som próprio e deixar que suas influencias sejam somente inspiração não a base, então o som torna-se isso, caricato de bandas como Judas Priest, Accept, Iron Maiden e tal. 

“Apple Sin”. Li algumas resenhas desse disco de estreia, fiquei impressionada com os elogios, então quando recebi o disco, tive a necessidade de ouvi-lo de imediato, e não deu outra, me surpreendi logo na introdução.  Os trabalhos abrem com uma introdução melódica e bonita, ao som de piano, a faixa prepara os ouvidos para o que vem depois.  A primeira faixa propriamente dita é “Sea Of Sorrow”, que inicia com um riff poderoso e um embalo típico de heavy metal, mas com levadas próprias. Talvez pelo costume dos meus ouvidos, digo que “Darkness of World” é a melhor canção do disco, além de ser a mais pesada, e dona de uma melodia impecável, com riffs e solo arrepiante e de extrema qualidade. Também não pude deixar de notar “Another Day”, gerida por um baixo presente e constante. Os trabalhos enceram com “Roadie Metal”, faixa que segue a linha das demais, com uma intro em bateria de grande qualidade.

Dentro do heavy metal nacional somente duas bandas tiveram o poder de me causar um verdadeiro encanto. A primeira foi a gaúcha Tears Öf Rage, a quase um ano atrás,, e agora a Apple Sin. 

NOTA: 9,5

Track List

01 – Intro
02 – Sea Of Sorrow
03 – Darkness of World
04 – Apple Sin
05 – Another Day
06 – Respect
07 – Fire Star
08 – Black Hole
09 – Roaches Blood
10 – Roadie Metal

Line Up

Patric Belchior – vocal
Beto Carlos – guitarra
Tainan Vilela – guitarra
Raul Lourenço – baixo
Eduardo Rodrigues – bateria
Philippe Belchior – teclado

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s