Resenha: Kreator – Gods Of Violence (2017)

kreator godsJá veio Slayer, Anthrax, Megadeth, Metallica, Testament, Destruction e tantos outros lançamentos, agora é a vez do Kreator.  “Gods Of Violence” doi lançado oficialmente di 27 de janeiro via Nuclear Blast, e é mais um álbum espetacular de thrash metal. Fazia muito tempo que não me empolgava ouvindo algo como ocorreu durante a audição desse maravilhoso trabalho. 

O prelúdio é atmosférico, podemos dizer que até um pouco épico, o que não faz parte das características do Krator mas que se encaixou muito bem. A primeira faixa é “World War Now”, ao ouvi-la sabia que o que iria vir a seguir seria uma bomba thrash de muita qualidade e violência, e não estava errada, com isso, a canção desempenha seu papel de abertura muito bem. “Gods Of Violence” não é somente a canção que dá nome ao álbum, mas é também a melhor dele. Sua introdução mais erudita mostra uma diversidade musical grande, coisa que não é costumeiro do Kreator, mas que deu certo. Ao decorrer da música ela se torna forte e agressiva como as demais, com riffs rápidos e uma porrada de bateria. Gosto muito de “Totalitarian Terror” por sua envolvência, e, de “Fallen Brother” que possui um introdução perfeita ao meu ver. Os trabalhos encerram com “Death Becomes My Light”, a canção mais longa do disco e também a mais melancólica, inicialmente muito calma e penetrante, mas a violência volta! 

As inovações por parte do Kreator me agradaram muito, é empolgante ouvir “Gods Of Violence’, a sem dúvida será um dos melhores álbuns do ano. Algo que me desagrada é que, mesmo tentando inovar, a base é a mesma do que eles faziam lá na década de 1980, não é algo ruim, mas poderiam reformular. Vale lembrar que, mesmo seguindo a fórmula, este álbum é impecável.  

NOTA: 9

Track List 

01 – Apocalypticon
02 – World War Now
03 – Satan Is Real
04 – Totalitarian Terror
05 – Gods Of Violence
06. Army Of Storms
07 – Hail To The Hordes
08 – Lion With Eagle Wings
09 – Fallen Brother
10 – Side By Side
11 – Death Becomes My Light

Line Up:

Mille Petrozza  – vocais, guitarra
Sami Yli-Sirniö – guitarra
Christian Giesler – baixo
Ventor – bateria

kreator gods

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s