Resenha: Tears öf Rage – Tears öf Rage (2015)

Sabe aquela boa dose de Heavy Metal que chega e não sai mais da cabeça? Pois então estamos falando de  “Tears öf Rage”, disco lançado no final de 2015 pela banda caxiense homônima a ele.  Com uma perceptível influência que vai de Judas Priest à Accept, o disco é cadenciado, bem estruturado e de inquestionável qualidade. 

O disco abre com “Walk In The Valley Of The Shadows Of Death”, que ao meu ver é a melhor do álbum, com uma introdução impecável, com linhas de baixo marcantes e um vocal potente, sem falar que é aquele tipo de música que se passa o dia cantando sem ao menos se dar conta disso.Outras faixas de merecem devido destaque são  Tears Of Rage”,  que apresenta um metal envolvente e que presença, a nata do metal, outra é  “Vengeance”, com um vocal mais grave e um backing vocal bem harmonioso no contexto da canção.  A faixa de encerramento é “Curse Of Eternity “, também cadenciada e da cozinha do metal.

O ponto mais alto do trabalho é sem duvida os vocais de Cleber Reis, lembra muito Dio e em alguns momentos até mesmo Amorphis. O baixo também é uma pancada para os ouvidos.  Um disco que chegou no final de 2015 para ser considerado um dos melhores do ano.

NOTA: 9,5

Tracklist 
01 – Walk In The Valley Of The Shadows Of Death 
02 – Devil’s Child 
03 – Tears Of Rage 
04 – Vengeance 
05 – Across The Bridge 
06 – Eternal Torment 
07 – Collapses In Paradise 
08 – Curse Of Eternity
Line-up
Cléber Reis – vocal, guitarra
Luan Mussoi – guitarra
Cristian Porto
Guilherme Adamatti

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s