Entrevista: HIBRIA

Após o lançamento de seu quinto álbum de estúdio, cede entrevista ao The Metal World , onde fala um pouco sobre o álbum, que sem dúvida foi um dos mais aguardados do ano, e sobre a banda que completará 20 anos de carreiro no próximo ano. Confira abaixo:

TMW: Sobre o novo álbum. Ele atingiu as expectativas da banda? Como está a aceitação do publico até então?

HIBRIA: Primeiramente, é um prazer responder essa entrevista e ter contato com os leitores do Metal World.
Com certeza atingiu e até mesmo superou as nossas expectativas. Este álbum tem composições, ritmos e novas experiências sonoras que fizeram toda diferença. Atingimos uma maturidade musical que foi facilitada pelo fato de estarmos pela primeira vez compondo e gravando dois álbuns com a mesma formação (Silent Revenge, 2013 e HIBRIA, 2015). Compomos aquilo que queremos tocar ao vivo, para ver o público cantando e pulando durante o show, e não temos nenhuma restrição na banda na hora de colocar novas idéias. O “HIBRIA” é um álbum homônimo porque representa toda essa liberdade de criação, diversidade de ritmos, o uso de instrumentos que ainda não tínhamos trabalhado e orquestração como na música “Life”, que é um dos nossos novos clipes.

TMW: Como foi a turnê pelo Japão? Quais foram os momentos mais marcantes dela?

HIBRIA: Foi espetacular. Pela primeira vez encontramos o pessoal do nosso Fã Clube Oficial. O Tiger Club Maniac. Cada momento no Japão é especial. Desde a chegada no aeroporto até o último minuto em terras nipônicas. A receptividade e o carinho por conta do público só aumenta e isso nos motiva cada vez mais a voltar. Shows com casas lotadas e os fãs japoneses cantando simplesmente do início ao fim do show. Já liberamos vários vídeos desta última turnê na nossa página oficial no Facebook, (facebook.com/HIBRIAOFFICIAL). É só dar um “like” lá e curtir os vídeos.

 

TMW: O Hibria é sempre muito bem recebido no Japão. Para a banda qual a razão disso?

HIBRIA: Desde que o nosso primeiro álbum, Defying the Rules foi licenciado para o Japão, nosso relacionamento vem crescendo a cada novo lançamento. O DTR ficou 6 semanas em primeiro lugar de vendas na maior loja online do Japão, a HMV. Também atingimos o primeiro lugar com todos os outros álbuns. Mas acredito que o fator que teve grande influência nessa “aproximação” da banda com os fãs japoneses foi o fato de termos feito duas turnês em 2009. Em Maio fizemos uma turnê solo e em outubro fomos convidados para tocar no maior festival de Heavy Metal do país, o Loud Park. O HIBRIA já foi 6 vezes para lá, inclusive voltando ao Loud Park em 2012. Podemos dizer que o HIBRIA atualmente é a banda brasileira de maior representatividade no estilo Heavy Metal no Japão, e temos muito orgulho disso.

TMW: Para a banda, como foi a recepção em “casa” durante o show no CIEE?

HIBRIA: Excelente. É um grande prazer para nós tocar no Teatro do CIEE. Estrutura e tratamento de primeiro mundo. Também foi a primeira vez que trabalhamos com a Produtora Outros 500 e fomos tratados de forma espetacular. O público foi tão participativo que nem parecia que o show era em um teatro. Logo que entrei pedi para todos levantarem e se aproximar do palco. Então logo o clima de teatro se transformou em um ambiente de puro Rock’n’roll, e, a partir daí, a galera veio com a gente durante todo o show. Foi um show completo com mais de duas horas de duração, participações mais do que especiais como a doo André Meyer do Distraught, e dos nossos ex-integrantes Marco Panichi e Diego Kasper. Foi uma festa inesquecível que foi registrada para um filme/documentário que faremos comemorativo aos 20 anos de carreira do HIBRIA. Em breve mais informações.

TMW: Logo o Hibria completa 20 anos de estrada. Nessa longa carreira, qual foi o maior obstáculo até agora?

HIBRIA: O maior obstáculo é se manter em um mercado fonográfico que diminui a cada dia, e “estar vivo” em um país que infelizmente adere a corrupção como forma de sustentar uma máquina que tira do povo os seus direitos básicos. Parte das nossas motivações é acreditar na nossa música (independente de mercados ou crises) e as manifestações dos nossos fãs, curtindo, seguindo e espalhando o nome do HIBRIA nas redes sociais e no clássico “boca a boca”, o que nos orgulha muito até hoje. Não somos uma banda apadrinhada. Chegamos até onde estamos hoje por forças próprias, com muito trabalho e apoio de pessoas fundamentais na nossa carreira. O que posso dizer é que as dificuldades nos motivam cada vez mais a fazer o que mais gostamos. Que é compor e tocar ao vivo. 2016 será um ano especial para nós e vamos comemorar fazendo muitos shows. Se você quer um show do HIBRIA na sua cidade, procura a produtora local e peça o show do HIBRIA.

TMW: Para a banda, qual o segredo do sucesso do Hibria?

HIBRIA: Trabalhar muito anos após ano e acreditar no que fazemos. E, obviamente, nossos fãs. Sem o apoio de cada um deles seria inviável manter a banda por esses já quase 20 anos.

TMW: Qual conselho dão para músicos iniciantes?

HIBRIA: Se vocês têm um sonho, corram atrás dele até que ele se torne realidade. Isso significa superar muitos desafios e trabalhar muito mesmo. Agora se você ainda acha que vai fazer um show e ficar famoso, bom, talvez você esteja meio por fora da realidade.

HIBRIA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s